Como melhorar os resultados em comunicação com a crise

257
resultado em comunicação

Por Fernanda Nogueira

Como melhorar os resultados em comunicação com a crise – É muito comum os empresários reclamarem das vendas porque a divulgação em redes sociais, promoções, anúncios, emails marketing não deram os resultados esperados.

São muitas ferramentas e mídias criadas todos os dias e sempre tem alguém (seja seu público-alvo ou seu concorrente) utilizando para se comunicar, saber novidades e, claro, conhecer novas marcas, produtos e serviços. E assim se cria a falsa ideia que se não tiver em todos os lugares, você está perdendo espaço, visibilidade e com isso rentabilidade.

Aí temos de um lado, as grandes empresas contratando várias agências especializadas em diferentes mídias e gastando milhões e com resultados fracos. E do outro, o pequeno empreendedor que além de cuidar do administrativo, dos produtos, dos colaboradores, tem que arranjar tempo para criar e cuidar de contas em todas as redes sociais possíveis, fazer promoções, propagandas (sejam online ou offline) e ainda ficar de olho no que a concorrência faz para “dar o troco na mesma moeda”.

Independente do tamanho da empresa, todo este excesso de ações desordenadas proporciona perdas relevantes de DINHEIRO, TEMPO E ESFORÇO (seja de equipe ou estrutura). E mesmo que tenhamos ferramentas comprovadamente relevantes, elas não são autossuficientes para reverter esta situação.

Se você se viu em alguma das situações, não se preocupe….Você não está sozinho. Porém, tenho que lhe dizer que você está fazendo isso errado. MUITO ERRADO.

Acredite:  crise é o MELHOR momento para alavancar vendas e resultados. Sabe por quê? Porque todas as pessoas compram produtos/serviços que a ajudem a solucionar suas necessidades. E em crise, as pessoas têm mais necessidades e por isso, a busca por SOLUÇÕES PARA OS SEUS PROBLEMAS aumentam significativamente.

Por isso, ao invés de ser um Rambo e atirar (divulgar) para todos os lados, cabe ao empresário ser um atirador de elite, e estar com o seu produto no momento certo para o público certo. E quem vai te mostrar como fazer isso não é a ferramenta, mas o seu público-alvo.

A internet, os smartfones, tablets, permitiram estarmos conectados em vários lugares ao mesmo tempo, recebendo e trocando informações quase que 24 h por dia com todos e sobre tudo. Porém, mesmo quem adora uma novidade e inovação, tem suas plataformas e ferramentas  preferidas e contextos específicos para utilizá-las. Por isso que é preciso conhecer a fundo seu público-alvo para saber exatamente o seu perfil, comportamento, preferências para ter os resultados esperados. Já foi o tempo em que idade, estado civil e classe social determinava um público-alvo.

Imagine todas as suas amigas na faixa dos 35 anos, comprometidas e com renda mensal semelhantes. Você vai encontrar aquelas que abrem e interagem nas redes sociais todos os dias independente de ser manhã, tarde ou noite. E aquelas que passam poucas horas e somente pós o trabalho. E programas de Tv, sites? Algumas vão preferir os de beleza, outras sobre decoração e ainda terá aquelas viciadas em seriados e até programas policiais.

Se o seu produto tiver um público-alvo onde a maioria utiliza redes sociais à noite, por exemplo, não adianta você criar uma promoção relâmpago às 14h da terça-feira, investir pesado em propaganda online (Facebook ads, por ex), se o seu público NÃO ESTARÁ LÁ para conhecer ou participar desta ação.

O foco do seu negócio é ser a melhor solução para o seu cliente ideal – afinal sempre tem os clientes malas que podemos facilmente eliminá-los da nossa vida. E isso vai além de usar as melhores ferramentas de marketing e comunicação, mas sim descobrir quem é e como ele se comporta para estar sempre à frente do seu mercado e com resultados.

COMPARTILHAR
Fernanda Nogueira
CEO da Prosa Interativa, COO da Conexão Empreendedora e consultora de marketing e experiência de cliente. Especialista em ajudar empresas a se tornarem referências de resultados nos seus mercados.