10 frases clichês para facilitar seu Networking

397

Networking é sobre
sair da zona de conforto.

É um processo de construção de relacionamentos com práticas, técnicas e habilidades a serem desenvolvidas que nos tornam pessoas melhores. Para isso, precisamos estar dispostos a aprender, a trocar e a servir, entendendo que os primeiros beneficiados somos nós mesmos.

Dicas são legais e já compartilhei algumas nos meus textos. Hoje quero fazer diferente e vou falar de Networking em cima de 10 frases clichês, essas repetidas à exaustão que muitas vezes foram ditas ao mesmo tempo por Albert Einstein, Rubem Alves, Plutarco, Clarice Lispector ou Martha Medeiros.

1. Qualidade é melhor que quantidade
Como tudo na vida, não é mesmo? Você deve buscar boas conexões e manter contato com aquelas pessoas que sentiu simpatia e sinergia, pois são essas que têm potencial de se transformar em amizade e oportunidades. Acreditar que é popular por possuir milhares de amigos no Facebook não significa que os conhece verdadeiramente e se importa com eles, consequentemente, talvez não consiga mais do que algumas curtidas ao invés de interação transformadora.

Se você é uma pessoa pública com intenção de ajudar, tenha uma Fanpage ou um blog (o meu em breve) para acolher seus fãs e seguidores.

2. Devagar se vai ao longe
Nossa sociedade se tornou imediatista, “para ontem” é imperativo mesmo em tom de gracejo. Muitos ao conhecerem alguém já pensam que vantagens podem tirar, disparam cartões de visita e panfletos sem se preocupar com o contexto do outro, em sua mente só constam metas, resultados, bônus e comissões. Esquecem que para provar credibilidade e gerar confiança leva um tempo e que o imediatismo nos tornou desconfiados porque não queremos sentir que estamos sendo passados para trás. Para mudar essa perspectiva, ouça com atenção primeiro e observe todas as formas com que pode colaborar, dando um passo de cada vez.

3. Faça o bem sem ver a quem
O bem faz bem, ponto. Quando podemos oferecer o que temos de melhor pelo outro, não tem o que querer em troca que satisfaça. E, acredite, o universo se encarrega de retornar todos os nossos gestos de generosidade, quando menos esperamos. Busque um trabalho voluntariado, envolva-se em alguma causa com que se identifique, contribua com sua comunidade.

4. Todos temos as mesmas 24 horas
E escolhemos o que fazer com elas para trabalhar a qualidade, para ir devagar, para ser voluntário e até para desenvolver um Networking inteligente. Uma pesquisa mostrou que os profissionais gastam cerca de 6h30 semanais em atividades relacionadas ao Networking. Para uns será bastante, outros acharão normal, poucos se dedicarão mais, não importa. Um bom contato na semana, preferencialmente presencial, pode significar muito.

5. Seja mais forte do que sua melhor desculpa
Já parou para contar quantas desculpas damos e recebemos por dia? Engraçadas são as justificativas para nossos egos, como começar a dieta na próxima segunda-feira ou só mais meia horinha na cama porque tá frio lá fora. Parece que temos um glossário delas na ponta da língua. Outro dia estávamos combinando um encontro da turma e uma pessoa disse não poder ir porque era aniversário do gato. Eu amo gatos, tenho dois lindos e me restou rir. Se não quer fazer, diga a verdade. Seria ótimo nos acostumarmos a ouvir e falar a verdade. Agora, se quer fazer, comece. São poucas coisas que caem do céu, oportunidades não são uma delas.

6. Feito é melhor que perfeito
E comece com os recursos que tem hoje. A gente tem mania de nivelar as atividades e só fazer algo em rigorosas condições. Aí vem a vida e coloca à nossa frente várias adversidades que nos obrigam a agir, só que nem sempre nos damos bem com isso. Nós podemos assumir o controle e realizar o que está no nosso alcance, seja um email, um telefonema ou um café. Não tem mistério, basta ser autêntico e interessado na abordagem, que as pessoas ficam felizes, se sentem valorizadas e retornam. Ou você não retornaria?

7. A primeira impressão é a que fica
Em partes, sim. Por um lado, às vezes não estamos no nosso melhor dia e acabamos nos comportando de forma estranha. Por outro, nosso cérebro aciona o modo julgamento e tira várias conclusões que não condizem exatamente com a realidade. Quantas vezes você quis ter uma segunda chance? Então, porque não oferecê-la a quem ficou com o pé atrás? Nem que seja para confirmar sua intuição.

8. Se você não sabe onde quer ir, qualquer caminho serve
O Networking inteligente é estruturado com objetivos claros, pessoais ou profissionais. Se a ideia é priorizar a qualidade e ter uma agenda produtiva, não adianta querer participar de todos os eventos, pegar todos os cartões de visita, participar de todos os grupos de discussão e viver de spam, porque vai que. Está buscando uma recolocação? Fale com quem pode te ajudar. Quer o contato em certa empresa? Veja quem na sua rede pode fazer esse meio de campo. Quer ampliar sua atuação em determinado segmento? Procure os melhores eventos sobre o assunto.

9. Os dispostos se atraem
É uma delícia quando estamos rodeados por pessoas que compartilham dos mesmos ideais, buscam os mesmos significados, querem os mesmos resultados. Flui e é ótimo não precisar explicar muito, sair do imaginário para a ação e realizar algo bom. Pessoas dispostas a evoluir conscientemente atraem outras na mesma energia e o contrário é verdadeiro. Networking é sobre ajuda mútua, você se doa e alguém retribui em um maravilhoso círculo virtuoso. Experimente, sem moderação e sem pressa.

10. Acreditar em você é o primeiro passo
Você pode tudo o que quiser com determinação e merecimento. Como falei no início, Networking é sobre sair da zona de conforto. “Insanidade é continuar fazendo a mesma coisa…”, penso que entendeu.

Espero que fique fácil de você lembrar desses pontos no dia a dia, ao menos quando ouvir uma das frases. E como disse Woody Allen, ou não:

“Algumas vezes, um clichê é a melhor forma de se explicar um ponto de vista”.